Bourdais vence em St. Pete; Tony é 11º e Leist abandona

Bourdais vence em St. Pete; Tony é 11º e Leist abandona

Foto de Portal F1

Tetracampeão da Indy recebeu a vitória de presente após Rossi e Wickens baterem na penúltima volta

A etapa de St. Petersburg, que neste sábado abriu a temporada 2018 da IndyCar, foi vencida pelo tetracampeão da categoria Sebastien Bourdais, que largou em 14º.

Bourdais ganhou a primeira posição de presente, depois que Robert Wickens e Alexander Rossi, que disputavam a ponta, se enroscaram na penúltima volta da prova.

A segunda posição ficou com Graham Rahal e James Hinchcliffe foi o terceiro. Ryan Hunter-Reay e Scott Dixon completaram o top-5.

Entre os brasileiros, Tony Kanaan largou em décimo e depois de rodar na pista e cair para as últimas posições, conseguiu se recuperar e cruzou a linha de chegada em 11º. Já Matheus Leist, terceiro do grid, enfrentou problemas em seu carro e depois de muito tempo parado no box, conseguiu voltar para a pista, mas bateu no muro e abandonou a prova.

A corrida

Logo na largada, o novato Robert Wickens, que largou da pole position, acelerou forte e segurou a ponta. Segundo do grid, Will Power, rodou na curva 2 e cedeu a segunda posição ao também novato Matheus Leist, que em seguida foi ultrapassado por Jordan King.

Mais atrás, o companheiro de AJ Foyt de Leist, Tony Kanaan, foi tocado por Zach Veach, derrapou na pista e perdeu muitas posições. Pouco depois, Charlie Kimball escapou da pista e causou a primeira bandeira amarela.

Na relargada, autorizada na quinta volta, Wickens conseguiu manter a ponta, com King em segundo, Alexander Rossi em terceiro e Leist em quarto. Pouco depois, a bandeira amarela voltou a ser agitada depois de um acidente envolvendo Graham Rahal e Spencer Pigot.

Logo após a relargada, King foi para cima e até chegou a tomar a ponta de Wickens, mas o canadense conseguiu dar o troco e reassumiu a liderança. Leist também conseguiu reassumir a terceira posição, mas por pouco tempo, com Rossi conseguindo dar o troco logo em seguida.

Tony Kanaan, que perdeu muitas posições após rodar, fazia uma boa corrida de recuperação e com 14 voltas completadas, já era 11º. Uma volta mais tarde, Leist enfrentou problemas eletrônicos em seu carro e entrou nos pits para reparos, o que comprometeu sua corrida.

Na 25ª volta, Wickens parou para reabastecimento e troca de pneus e enquanto estava nos pits, foi ultrapassado por Sebastien Bourdais, Pigot e caiu para terceiro.

Quatro voltas mais tarde, Leist, que mesmo depois de perder muito tempo nos pits, voltou para a pista, mas escapou em uma curva, bateu no muro e causou a terceira bandeira amarela da corrida.

Na relargada, autorizada na 34ª volta, Bourdais segurou a ponta, com Pigot em segundo e Wickens em terceiro. Uma volta mais tarde, Scott Dixon bateu no carro de Takuma Sato, em uma tentativa de ultrapassagem de sobre James Hinchcliffe. O incidente causou a quarta bandeira amarela da corrida.

A bandeira verde autorizando mais uma relargada foi agitada na 39ª volta e Bourdais, com os pneus muito desgastados, foi ultrapassado por Wickens, que voltou à liderança. Pouco depois, a bandeira amarela foi agitada pela quinta vez, depois que Jack Harvey escapou da pista e ficou parado em um ponto perigoso do circuito.

Em mais uma relargada, autorizada na 46ª volta, Wickens se aproveitou da melhor condição de seus pneus e acelerou para se manter na ponta, com Rosso em segundo e Andretti em quarto. Um pouco mais atrás, Kanaan, que caiu para as últimas posições após rodar, fazia boa corrida de recuperação e já estava em sétimo.

Com metade da prova disputada, Wickens, que chegou à Indy neste ano vindo do DTM, seguia líder da prova, com Rossi em segundo e Hinchcliffe em terceiro. Ryan Hunter-Reay e Spencer Pigot fechavam o top-5.

Na 60ª volta, Wickens parou para reabastecimento e troca de pneus e acabou perdendo a liderança para Bourdais. Mais atrás, Rossi colou no vácuo de Ed Jones para tomar a quarta posição do piloto da Chip Ganassi.

Faltando 40 voltas para o final, Wickens, que estava com pneus mais novos, começou a atacar Bourdais, que àquela altura estava há 28 voltas com o mesmo jogo de pneus, e tentava a todo custo ultrapassar o francês.

Na volta 79, Scott Dixon, então décimo colocado, foi avisado que deveria cumprir um drive through por ter excedido a velocidade máxima no pitlane.

Faltando 28 voltas para o final, Wickens adiantou sua parada para reabastecimento e, como tinha boa vantagem sobre Rossi, seu principal rival na briga pela liderança, conseguiu voltar na frente. De volta à pista na segunda posição, Wickens herdou a liderança de Hunter-Reay, então primeiro colocado, após o campeão de 2012 precisar entrar nos pits para trocar pneus e reabastecer.

A 20 voltas da bandeira quadriculada, Rossi começou a diminuir a vantagem de Wickens e a liderança do canadense, que largou da pole position e liderou grande parte da corrida.

A 12 voltas para o final, Rossi perdeu o ponto de freada, passou reto em uma curva e deixou Wickens mais tranquilo na ponta. Quatro voltas mais tarde, Rene Binder passou reto em uma curva, bateu na barreira de pneus e causou a sétima bandeira amarela da corrida.

Na relargada, autorizada a cinco voltas do fim, Wickens conseguiu sair mais forte e se manteve na liderança, mas Max Chilton bateu na barreira de pneus e a bandeira amarela foi agitada pela oitava vez.

A duas voltas do final os pilotos relargaram e, em uma tentativa de ultrapassagem, Rossi tocou no carro de Wickens, que rodou e acabou abandonando a prova. Com isso, Bourdais, então terceiro colocado, ganhou a ponta de presente e acabou cruzando a linha de chegada em primeiro. Graham Rahal foi o segundo e James Hinchcliffe foi o terceiro.

Confirao resultado da corrida:

Cla   # Piloto Voltas Tempo Diferença Intervalo Mph Pits Abandono Pontos
1   18 france Sébastien Bourdais  110 2:17'48.4954     86.207 4   51
2   15 united_states Graham Rahal  110 2:17'48.6223 0.1269 0.1269 86.205 3   40
3   27 united_states Alexander Rossi  110 2:17'49.2063 0.7109 0.5840 86.199 3   36
4   5 canada James Hinchcliffe  110 2:17'50.0129 1.5175 0.8066 86.191 3   32
5   28 united_states Ryan Hunter-Reay  110 2:17'50.4861 1.9907 0.4732 86.186 4   31
6   9 new_zealand Scott Dixon  110 2:17'50.7670 2.2716 0.2809 86.183 6   28
7   1 united_states Josef Newgarden  110 2:17'51.8796 3.3842 1.1126 86.171 4   26
8   10 united_arab_emirates Ed Jones  110 2:17'52.7946 4.2992 0.9150 86.162 3   24
9   98 united_states Marco Andretti  110 2:17'53.3317 4.8363 0.5371 86.156 3   22
10   12 australia Will Power  110 2:17'54.6226 6.1272 1.2909 86.143 4   20
11   14 brazil Tony Kanaan  110 2:17'55.0130 6.5176 0.3904 86.139 3   19
12   30 japan Takuma Sato  110 2:17'55.8959 7.4005 0.8829 86.130 5   18
13   22 france Simon Pagenaud  110 2:17'56.4857 7.9903 0.5898 86.124 4   17
14   88 colombia Gabby Chaves  110 2:17'57.7226 9.2272 1.2369 86.111 4   16
15   21 united_states Spencer Pigot  109 2:17'58.4449 1 lap 1 lap 85.320 6   15
16   26 united_states Zach Veach  109 2:17'59.5769 1 lap 1.1320 85.309 5   14
17   19 canada Zachary Claman DeMelo  109 2:18'01.0830 1 lap 1.5061 85.293 5   13
18   6 canada Robert Wickens  108 2:14'42.2366 2 laps 1 lap 86.590 3   16
19   59 united_kingdom Max Chilton  108 2:17'58.8999 2 laps 3'16.6633 84.533 5   11
20   23 united_states Charlie Kimball  107 2:17'59.9877 3 laps 1 lap 83.739 6   10
21   20 united_kingdom Jordan King  107 2:18'00.2211 3 laps 0.2334 83.737 5   10
22   32 austria Rene Binder  100 2:05'47.7910 10 laps 7 laps 85.853 5 Accident 8
23   60 united_kingdom Jack Harvey  38 51'57.7167 72 laps 62 laps 78.981 1 Spun off 7
24   4 brazil Matheus Leist  16 33'39.7289 94 laps 22 laps 51.334 2 Accident 6

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.

Filtered HTML

  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <p> <iframe>
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.